Cabecera

A ACCIONA se reforça no Brasil com a gestão integral do saneamento de águas em Divinópolis

voltar à lista de notícias
 
 
 
 
 
  Data: 19/10/2015

concessão, por um período de 26 anos, prevê a construção de duas estações de tratamento de águas residuais, 16 estações de bombeamento e redes de coletores.

O projeto, uma parceria público-privada, estima o investimento de 97 milhões de euros ou R$ 420 milhões.

A ACCIONA Agua ganhou a licitação para a gestão integral do sistema de saneamento de Divinopólis, Estado de Minas Gerais.  O projeto prevê um contrato de aproximadamente R$ 420 milhões (97 milhões de euros), será custeado em partes iguais com a Copasa, empresa mista responsável pela gestão do abastecimento e saneamento desse Estado, já que se trata de um projeto de PPP (parceria público-privada), cada vez mais comum no desenvolvimento de infraestruturas de águas na América Latina.

A ACCIONA Agua - em parceria com as empresas locais GEL Engenharia e FB Participações - realizará o projeto, a construção e a implantação de duas estações de tratamento de águas residuais, 16 estações de bombeamento do sistema e a construção das redes de coletores de águas residuais da cidade, e se encarregará de sua operação e manutenção nos próximos 26 anos.

A maior planta programada, com capacidade inicial de 400 litros por segundo e previsão de ampliação ao longo do período da concessão até alcançar 600 litros por segundo, prestará serviços a uma população de 228.600 habitantes. Além disso, as instalações terão 67,8 quilômetros de rede de esgotos e 6,1 quilômetros de coletores.

Com esse contrato, a ACCIONA reforça sua presença no Brasil, onde começou suas operações em 1996 e, atualmente, conta com um quadro de mais de 2000 profissionais e todas suas principais áreas de negócios, além de Agua.

Em julho do ano passado, a Secretaria do Estado do Meio Ambiente do Rio de Janeiro adjudicou, em parceria com as empresas brasileiras Serveng e GEL, o contrato para realizar as obras do sistema de saneamento de São Gonçalo, a segunda maior cidade do Estado, detrás da capital, num valor global de R$  440 milhões. O projeto, com um prazo de execução de 36 meses, inclui a recuperação ambiental das bacias hidrográficas dos rios Alcântara (que dá nome ao projeto) e Mutondo, e atenderá a uma população estimada de 250.000 habitantes.

Anteriormente, a ACCIONA Agua já tinha realizado obras de remodelação e melhorias da planta de tratamento de águas de Arrudas, MG, instalações que atualmente também opera.

voltar à lista de notícias
© ACCIONA S.A.