Este site utiliza cookies próprios ou de terceiros. Ao continuar a navegação você aceita o uso que fazemos destes. Caso queira, você pode modificar suas preferências em seu nevegador.

O que está procurando?

Retomada de obras da Linha 6-Laranja completa um ano

06/10/2021

Linha Universidade já conta com 19 frentes de trabalho simultâneas e mais de 4 mil profissionais contratados

 

Há um ano, era retomada a construção da Linha 6-Laranja de metrô de São Paulo, maior obra de infraestrutura em execução da América Latina. A Linha Universidade vai ligar a Brasilândia, na zona norte, à Estação São Joaquim, na região central da cidade, transportando mais de 630 mil passageiros por dia e reduzindo a apenas 23 minutos um trajeto que hoje é feito de ônibus em cerca de uma hora e meia. A finalização das obras está prevista para 2025, com entrega simultânea de todas as estações.

Desde então, muito foi feito. Já estão abertas 19 frentes de trabalho e em agosto, ocorreu a descida da roda de corte da tuneladora - popularmente conhecida como tatuzão - que escavará o trajeto no sentido sul. Em seguida, também foi iniciada a montagem dos escudos - o que corresponde ao corpo (motor) dos equipamentos.

A montagem deve continuar até dezembro deste ano, quando a máquina começará a perfurar o túnel entre as futuras estações Santa Marina e São Joaquim, percorrendo 10 quilômetros em solo. A segunda tuneladora, que fará o mesmo trabalho no sentido norte, deve começar o processo de escavação até abril de 2022, quando percorrerá 5,3 quilômetros em rocha.

A criação de vagas de trabalho também tem sido constante. ’’Das 9 mil vagas que serão geradas até o término da Linha 6, já foram preenchidas mais de 4 mil - com a contratação de profissionais diretos e indiretos nos canteiros”, diz Nelson Bossolan, CEO da Concessionária Linha Universidade.

Entre outros avanços, já foi iniciado o túnel de conexão do Pátio Morro Grande com a futura Estação Brasilândia. E, recentemente, foi iniciada a implantação do canteiro Higienópolis-Mackenzie, uma estação importante já que fará ligação com a Linha 4-Amarela de metrô.

A Concessionária Linha Universidade e a ACCIONA também já deram início às escavações das estações Brasilândia, Itaberaba e Vila Cardoso - que eram as únicas que faltavam no trecho norte, junto com João Paulo e Freguesia do Ó. Já no lado Sul, foram iniciadas as escavações da futura estação PUC-Cardoso de Almeida.

A Linha 6-Laranja é uma parceria público-privada (PPP) do Governo do Estado de São Paulo com a Concessionária Linha Universidade - da qual a ACCIONA é a principal sócia - que será a responsável pela operação da linha por 19 anos após a sua conclusão.

Subir