Este site utiliza cookies próprios ou de terceiros. Ao continuar a navegação você aceita o uso que fazemos destes. Caso queira, você pode modificar suas preferências em seu nevegador.

O que está procurando?

Tecnologia contra mudanças climáticas

19/03/2020

Confira as soluções da ACCIONA para uma gestão mais eficiente dos recursos hídricos.

No último século, houve uma perda muito grande de recursos hídricos e a ONU calcula que dois terços da população mundial pode sofrer falta de água a partir de agora, até 2025. Segundo estimativas do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), uma área semelhante às Américas (cerca de 33 milhões de quilômetros quadrados) está em risco de desertificação. Ao mesmo tempo, fenômenos extremos, como inundações ou chuvas torrenciais, estão aumentando.

Aproveitando o Dia Mundial da Água, celebrado globalmente no último dia 22 de março, a ONU mandou o seu alerta sobre esses e outros riscos decorrentes das mudanças climáticas. As soluções oferecidas pela ACCIONA no campo da gestão da água desempenham um papel crucial para contornar esses riscos. São tecnologias para dessalinização, potabilização, tratamento e gerenciamento do recurso hídrico de ponta a ponta. 

Dessalinização “digital”: obtendo água potável do mar
A mudança climática é uma realidade estatística. A desertificação afeta diretamente mais de 250 milhões de pessoas e coloca em risco as principais fontes de subsistência de 1 bilhão de pessoas, em cerca de cem países. 

Em regiões como o Oriente Médio, Austrália e Espanha, a dessalinização já é uma alternativa real. À medida que a tecnologia avança, o desempenho das usinas também melhora, e a população pode se beneficiar com o resultado. A ACCIONA construiu usinas de dessalinização que podem tratar quase 4,6 milhões de m3 / dia, o suficiente para abastecer uma população de mais de 25 milhões de pessoas.

A situação atual de dessalinização vai além disso, no entanto. A construção de novas infraestruturas deve ser apoiada por um grande esforço tecnológico para aumentar a eficiência, a fim de enfrentar os novos desafios presentes no setor. 

Em 2019, a ACCIONA criou o CECOA (Centro de Controle de Água), uma plataforma tecnológica que captura e analisa centenas de milhares de dados para otimizar o gerenciamento de usinas e melhorar sua eficiência, usando técnicas avançadas de aprendizado de máquina e inteligência artificial. 

O CECOA recebe, processa e analisa dados dos sistemas de controle das estações de tratamento de água da ACCIONA. Essas informações são complementadas por dados de órgãos oficiais, fontes externas e outros dados - por exemplo, informações meteorológicas e dados de satélite - com dados históricos do controle e operação de usinas e outras informações provenientes de fornecedores e clientes. 

A aplicação de tecnologias como Big Data, IoT e Machine Learning, agrega valor aos dados, transformando-os em informações úteis para melhorar a tomada de decisões e aplicá-las em sistemas de inteligência artificial. 

Assim, o CECOA exerce o papel de backup para as funções de análise e supervisão nas usinas, além de integrar seus processos de produção com sistemas e modelos digitais. Isso aumenta a eficiência e produtividade das usinas, graças aos dados e informações viabilizados pela experiências da ACCIONA, que reúne mais de 20 anos como líder do setor em gerenciamento e dessalinização de água. 

A ACCIONA também está comprometida com a criação de “digital twins” em seus principais projetos. A aplicação deste conceito, criando essa realidade virtual permite a análise, otimização e melhoria da produtividade de um projeto, reduzindo o tempo de desenvolvimento, além de facilitar que falhas sejam detectadas em seu estágio inicial. 

Esta tecnologia também permite que haja a comparação das informações contidas no “digital twins” com as do sistema de controle, e isso viabiliza a validação de operações, além de fornecer outras opções na operação de sistemas e outras possíveis otimizações. 

Projeto GOTA CIA: tecnologia contra fenômenos extremos
Em janeiro passado, os EUA sofreram com as temperaturas mais baixas já registradas no país: -48,9°. Enquanto isso, recordes acima de 49° foram registrados no sul da Austrália. Este ano, Veneza experimentou seu pior episódio de maré alta desde 1872, e os danos causados ​​pelo furacão Dorian em 2019 ainda são visíveis nas Bahamas. 

O aumento de fenômenos extremos, como inundações, depressões isoladas em grandes altitudes e chuvas torrenciais, pode levar a grandes danos às infraestruturas hídricas, incentivando fornecedores e clientes a inovar por meio de sistemas de operação e manutenção mais eficientes. Nesse sentido, os objetivos prioritários da ACCIONA são: aprimorar a organização do trabalho de manutenção nas redes de abastecimento e saneamento, reduzir o tempo de resposta a incidentes, planejar ações preventivas na manutenção de instalações de água (rede, usina) e usar indicadores que melhorem a qualidade do serviço. 

Para cumprir esses objetivos, a ACCIONA implementou a nova versão da plataforma GOTA (Gerenciamento de Ordens de Serviço na Água) para fazer backup de tarefas de O&M durante todo o ciclo da água de ponta a ponta e torná-las mais eficientes, chamada GOTA CIA.

O GOTA CIA, é uma plataforma em nuvem baseada na tecnologia GIS, usada para mapear os ativos e locais de infraestrutura da empresa, a fim de ter uma visão completa da operação e manutenção de uma rede de água ou estação de tratamento. 

A plataforma gerencia a recepção, alocação e resolução de ordens de serviço de maneira planejada e eficiente. Por meio de dispositivos móveis, coordena as operadoras e define prioridades de ação, dependendo do nível de urgência, localização ou especialização das equipes de manutenção ou suporte técnico. Ele também fornece ao usuário informações em tempo real sobre o andamento do trabalho e fornece dados confiáveis ​​para melhorar a eficiência, qualidade do serviço oferecido e seus custos.  

Todas as informações na GOTA CIA, como os outros sistemas que suportam a cadeia de valor da ACCIONA em sua divisão de água, são integradas em um “data lake”, que serve de base para o sistema de inteligência de negócios da companhia, fornecendo indicadores que aumentam a eficiência e qualidade do serviço prestado.
 

Tratamento de água 4.0: mais um passo em direção à sustentabilidade
Devolver a água que usamos em nossas vidas diárias para o meio ambiente em condições ideais é uma prioridade na agenda de muitos países. Na ACCIONA, com mais de 400 estações de tratamento construídas e 120 atualmente em operação, abordamos esse processo de maneira inovadora. 

O Projeto Culebro (aka EDAR 4.0 ) implementado na estação de tratamento de água de Arroyo Culebro – Cuenca Baja de Madrid permite a operação e manutenção de uma instalação na qual são processados 172.800 m3 de água por dia. 

Entre outras medidas, a empresa instalou sensores de última geração nos processos utilizados no tratamento de águas residuais, e os recursos tecnológicos foram incorporados com base em sistemas de controle de alta disponibilidade, modelos digitais, sistemas de análise baseados em nuvem, Internet de Coisas (IoT), Tecnologias da Informação (TI) e Tecnologias de Campo (FT). 

Tudo isso, juntamente com o desenvolvimento de um sistema de controle otimizado interno, significa melhor controle do processo de tratamento e mais eficiência energética da usina; uma WTP nova, mais inteligente e altamente flexível. Conceitos como segurança cibernética, gerenciamento de comunicações, registro em larga escala e técnicas avançadas de controle são valorizados no processo. 

BIONS: aprimorando a gestão do ciclo da água de ponta a ponta
O que aconteceria se a água não saísse depois de abrir a torneira? A escassez de água e a necessidade de garantir o acesso a sistemas de saneamento apropriados é um dos objetivos de desenvolvimento sustentável estabelecidos pela ONU em sua Agenda 2030. Nesse sentido, soluções como a plataforma BIONS da ACCIONA desempenham um papel importante.

O BIONS é uma plataforma de inteligência de dados baseada em nuvem que detecta, analisa e gerencia eventos e incidentes na rede de água, como vazamentos, quebras de tubos, instalações defeituosas, problemas de telemetria ou falhas operacionais. Entre outras coisas, monitora o desempenho da rede, identifica vazamentos e outras anomalias e resolve problemas rapidamente, reduzindo as perdas de água e aumentando a eficiência operacional das redes. Basicamente, fornece uma visibilidade profunda da rede e de suas condições operacionais, para garantir que os cidadãos possam obter acesso ao abastecimento de água. 

Por meio do uso de inteligência artificial e tecnologias de aprendizado de máquina, é possível converter dados em conhecimento e ações para o futuro, com o objetivo de obter economias pela detecção precoce de vazamentos ocultos ou subterrâneos de água; e melhorar os tempos de resposta reativa a vazamentos, quebras de tubulação e outros incidentes na rede de abastecimento de água.

A BIONS, integrada ao GOTA CIA e aos sistemas de controle, ajuda a entender como as redes de abastecimento funcionam, a evitar grandes quedas de água, a identificar e prever falhas e incidentes na rede e, em última análise, ajuda o serviço de abastecimento de água a funcionar. 

Na ACCIONA, trabalhamos todos os dias para encarar os principais desafios enfrentados pelo setor hídrico decorrentes das mudanças climáticas, aplicando inovação e soluções tecnológicas às nossas atividades. A água é o recurso mais importante do planeta, por isso inovamos para cuidar e garantir o uso responsável. 

Mais informações sobre o Dia Mundial da Água:  https://www.worldwaterday.org/

Subir