Este site utiliza cookies próprios ou de terceiros. Ao continuar a navegação você aceita o uso que fazemos destes. Caso queira, você pode modificar suas preferências em seu nevegador.

O que está procurando?

Obras da Linha 6-Laranja de metrô de São Paulo avançam com a abertura de quatro novos canteiros

23/05/2021

No mês de abril a ACCIONA atingiu a marca de mais de 1.800 profissionais contratados, além de iniciar atividades em novas e importantes frentes de trabalho

Dando andamento ao cronograma de atividades do projeto da Linha 6-Laranja de metrô de São Paulo, a ACCIONA abriu quatro novas frentes de trabalho no mês de abril -  duas estações e dois VSEs (poços de ventilação e saída de emergência). E com isso, também atingiu a marca de mais de 1.800 profissionais diretos e indiretos atuando nas obras. 

VSE Sara de Souza - além da montagem do canteiro foram iniciadas atividades de prospecção arqueológica. As obras civis deverão ser iniciadas tão logo terminem as investigações e resgates arqueológicos no local.

Estação PUC Cardoso de Almeida - no local já está sendo realizada a preparação do canteiro para que sejam iniciadas as obras civis. 

VSE Pacaembu - já foram iniciadas as atividades de escavação do poço, que avançará ainda mais nos próximos meses. 

Estação Angélica-Pacaembu - o canteiro foi aberto no final de abril e já estão sendo executadas atividades prévias, como tarefas de preparação do espaço. Nos próximos meses serão iniciadas as obras civis da estação. 

Com estes quatro canteiros novos, as obras avançam em frentes de serviço de grande relevância para o andamento do projeto. “Sara de Souza, por exemplo, é um poço extremamente estratégico para a Linha 6. Entre os primeiros poços pelos quais passará a tuneladora que seguirá no sentido sul, este era o único que ainda não havia sido iniciado”, explica o diretor adjunto de projeto, Lucio Matteucci.

A tuneladora (TBM), popularmente conhecida como tatuzão, vai percorrer aproximadamente 10km, saindo do Tietê, até o VSE Felício dos Santos, que fica depois da futura estação São Joaquim.

O VSE Pacaembu é outro ponto estratégico para o avanço das obras. “Futuramente, ele será o poço de apoio para o abastecimento dos anéis de revestimento dos túneis, que serão instalados pela TBM na parte final do trecho de escavação sentido VSE Felício dos Santos”, destaca Lucio Matteucci.

 

Subir